Festas Juninas estão chegando e temos que valorizar e conservar as tradições

Junho está chegando e com eles as “tradicionais” festas juninas que além de preservar a tradição brasileira ajuda as entidades, escolas e instituições na manutenção de suas atividades.

As festas juninas e julinas fazem parte da cultura brasileira e com o passar dos tempos vão perdendo o seu espaço para as comemorações estrangeiras como festa das bruxas e outros mais, mas não podemos deixar que isso aconteça.

Celebradas no Brasil desde pelo menos o século XVII, as Festa Juninas constituem a segunda maior comemoração realizada pelos brasileiros, ficando atrás apenas do Carnaval. De acordo com os historiadores, a festa tem origem no culto aos deuses pagãos, mas sofreu influências do catolicismo e hoje há forte associação com os santos católicos, como Santo Antônio, São João e São Pedro.

Com a chegada dos portugueses, as festas, que já eram típicas na Europa, também desembarcaram no Brasil e aos poucos foi se misturando com elementos próprios do interior do país e das tradições sertanejas. Comidas típicas, danças e enfeites utilizados nas festas de hoje são uma junção de partes da cultura africana, europeia e indígena.

Atualmente, há uma grande valorização das festas juninas na região Nordeste. Em Campina Grande, na Paraíba, por exemplo, acontece o maior festejo do país, com queima de fogos, fogueira gigante, concurso de quadrilhas e diversas barracas típicas com jogos e comidas.

Comidas

Com a popularização das festas juninas no Brasil, a difusão dos elementos ligados à festa tornou-se cada vez mais comum. As comidas típicas são um exemplo disso. Em todas as regiões, o produto utilizado para preparar as guloseimas da festa é basicamente o mesmo: o milho. Pipoca, canjica, pamonha, bolo de milho e curau são algumas das iguarias servidas.

Há também outras comidas com nomes bem peculiares, como mané pelado, pé de moleque, maçã do amor e cachorro-quente. Nesse universo, destaca-se também o quentão, uma espécie de chá feito com gengibre, canela e pinga.

Outros elementos

A decoração feita com bandeirolas e balões, a fogueira e os fogos de artifício são itens que caracterizam o ambiente da festa junina. Existem ainda algumas brincadeiras e práticas às quais os convidados são submetidos: pau-de-sebo, lavagem dos santos, correio elegante, casamento caipira e outros.

Nesse período de festas, alguns supersticiosos aproveitam para realizar simpáticas. Existem rituais para pedir namorado, para afastar a inveja e até para se livrar de verrugas.

Além do Brasil, as celebrações da festa junina são notáveis em diversos países. Reino Unido, França, Itália, Portugal, Espanha, Noruega, Estados Unidos, Porto Rico, Canadá e Austrália são alguns exemplos de lugares que celebram essas tradições.

O site marcusvinicius.net estará a disposição para divulgação das festas Juninas nas quais tem por objetivo ajudar alguma instituição e lembramos que já recebemos dois convites:

Dia 02 de junho a festa da APAE e no dia 09 a festa da Escolinha PICA PAU

Dados: Brasil Escola Uol18700263_1123481111090668_6083742080355360911_narraial


Deixe seu comentário

Posts relacionados