Alguns comentários sofre fatos da cidade e o meu pensamento atual.

Nos últimos dias fui questionado sobre a não atualização do meu site e por que não estou entrando nas polêmicas que são feitas nas redes sociais. Hoje resolvi me manifestar e explicar alguns pontos: 

Primeiro o site está paralisado por dois motivos, primeiro estou com dificuldades para escrever, por motivos pessoais e segundo como estou envolvido em uma pré candidatura tudo que posto há os comentários como se fosse fala do grupo político que estou ao lado no momento. Vale ressaltar que quem me conhece sabe que não me influencio no sentido de expor minhas ideias e no ano de 2016 estive ao lado do Breno Colli e nem por isso não tive opiniões divergentes de alguns posicionamentos de quem o acompanhava e dava minha opinião a ele e a todos e também apesar de estar na campanha, falo o que penso e não me calo diante de minhas opiniões e sempre fui assim. 

Na realidade por esse meu posicionamento e temperamento hoje consto da lista de pessoas não bem vindas em alguns órgãos da imprensa, inclusive há tempos meu nome não pode nem ser citado em uma emissora de rádio, o que até acho certo, pois, se não sou compreendido e até mesmo se me manifestei contrário a alguns pontos de vista dela, eles tem o direito de me bloquear e não me importo com isso, como disse o ex apresentador do Roda Viva em recente postagem nas redes sociais: “se não me encaixo no padrão que querem impor, saio da empresa” (mais ou menos isso). 

Por outro lado, hoje o jornalismo vive uma total disfunção de seus objetivos que é questionar os problemas e ouvir as partes, é dar sua versão dos fatos e não ser utilizado por grupos por objetivos pessoais e nesse sentido a pequena, média e grande imprensa está se superando. 

Nesta quinta feira tive a oportunidade de conversar com alguns assessores do atual prefeito e questionei alguns pontos que são motivos de críticas nas redes sociais e agora exponho os fatos: 

Quadra esportivas abandonadas e deseixadas, há vários vídeos demonstrando que falta de capina, limpeza, bancos quebrados, falta de iluminação e muito mais e é bom ressaltar que nos dois últimos casos (bancos e iluminação) a própria população as vezes quebra e não mantém a conservação do bem público, que quando danificado quem paga a conta é a população e no ademais o setor nunca foi prioridade nos governos e fiquei sabendo que há uma licitação sendo feita com o objetivo de se contratar empresa para fazer as manutenções necessárias, já que após conversa entre o secretário da pasta de esportes e prefeito, chegou-se a decisão de mudar algumas prioridades na utilização do dinheiro da entidade. 

Outro ponto, fui marcado em algumas postagens reclamando da falta de liberação de apresentação de conjuntos de pagode e samba, mesmo durante o dia em determinados locais e não sei quais são e fui procurar explicação e me foi dito que hoje para se liberar tais alvarás é necessário a vistoria do corpo de bombeiros que irá avaliar a segurança do local e em alguns pontos se há o projeto de fuga e combate aos incêndios, só depois da liberação dos Bombeiros que se pode liberar o alvará. Nesse caso estou falando das apresentações que são oficializadas e acredito que nem todos seguem os trâmites legais o que é normal no brasileiro e fazem sem se preocuparem com a regularização. 

Recentemente vi uma publicação ressaltando a posição da questão da transparência da prefeitura e destacando que está em 409ª posição no rank, e segundo apurei a avaliação é do ano de 2015 e já foi motivo de explicações pelo executivo junto a órgãos federais e foi assinado um TAC – um termo de ajustamento de conduta e no qual estão corrigindo, desde então, os procedimentos e já ouve uma melhora no índice. Vale ressaltar que inclusive eu mesmo cobrei da Câmara, como da Prefeitura, tais informações como folha de pagamento, gasto com combustíveis e o próprio legislativo demorou a solucionar alguns itens e nem sei se estão todos expostos no seu site, pois, não estou atualizado sobre esses sites. Mas como estamos em uma onda de campanha eleitoral estadual e federal e aqui a intenção é torna lá municipal, vale a manchete negativa para tentar atingir alguns objetivos. 

Outro ponto que li recentemente são o rebaixamento da PM em Leopoldina, que não é só um desprestigio da atual administração, mas da região em um todo, porque a mesma atendia a quinze cidades e o governador de Minas é que autorizou tal medida e fala ressaltar que os partidos de esquerda, em sua maioria, são a favor da extinção da Polícia Militar, a favor do abordo, de considerar pedofilia uma doença e em sua maioria defendem o que vivemos hoje na sociedade a total liberação e os cidadãos de bem é que são os errados. Outro ponto, se não se lembrar havia até publicações e comentários que a PM seria ao invés de rebaixada ampliada com a criação de um Batalhão na cidade e isso foi motivo de bandeira de alguns políticos e que não se concretizou. Ou seja, a falta de força política atingiu a todos e a todas as cidades. 

Outro ponto que vi é a cobrança pelas demissões da LAC e da APA e que o prefeito não fez nada, vale ressaltar que ambos são órgãos particulares e não se pode repassar dinheiro público em ambos os caos, no máximo pode-se tentar articular medidas fiscais para tentar ajudar. No caso da LAC houve erros de gestões e nem os cooperados quiseram fazer um aporte financeiro para tentar salvar a mesma e muitos que são da oposição tentaram e não conseguiram reverter tais fatos. É uma questão de gestão e de concorrência no setor, pois, outros laticínios remuneraram melhor os produtores e muitos deixaram de fornecer o produto a LAC e consequentemente os problemas foram se acumulando.  

No caso da APA também é o fator comercial, se não vende, não há como manter a força produtiva e vale ressaltar que no passado havia alguns benefícios fiscais para mesma e hoje não sei como anda as coisas, porque a lei determina que os órgãos públicos não podem abrir mão de tributos, ou seja, renúncia fiscal pela lei de responsabilidade fiscal em vigor. 

Mas é bom lembra que o atual administrador que é tão criticado foi o responsável pela vinda da PIF PAF, pela vinda do Bahamas (que durante uma gestão teve dificuldades de se instalar na cidade), das Lojas Americanas indiretamente em ambos os casos tentando facilitar as negociações entre as partes d seus respectivos lugares de implantação e ressalto que há necessidade realmente de se rever alguns pontos de prédios desapropriados e terrenos doados que não cumpriram o número de geração de empregos combinados nas suas épocas, tanto na gestão de outros e do atual prefeito em suas épocas e isso deveria ser bandeira de cobrança dos vereadores. 

E encerrando há o comentário sobre a rede de esgoto e pluvial da cidade, sendo que o esgoto entope e qualquer chuva há alagamentos, ambos são antigas obras e as manilhas são de diâmetros pequenos e não comportam a evolução do tempo e ressaltamos que houve mexidas que não deram certo, como por exemplo, na frente da exposição que mexeu e depois piorou a situação, há própria presidente Carlos Luz, perto da casa do radialista Montenári mexeram, mas se não há como escoar a água devido ao restante da rede não há como solucionar tal problema e isso tem um custo algo e a prefeitura não tem como fazer sozinha e o saneamento básico é bonito e só fica no papel nas esferas federais. 

Esqueci de outro problema: os buracos nas ruas e o calçamento desnivelado. Isso não é de hoje, inclusive em um governo que não é o atual houveram até adesivos nos carros ressaltando: Leopoldina a cidade dos buracos, e as causas são muitas como os serviços mal feitos da COPASA, que deixam a desejar em alguns pontos ao fecharem os serviços, os problemas de estouro de redes pluviais e de esgoto e outro problema a falta de mal de obra especializada (Calceteiro) para tais serviços. É um problema crônico e que não vejo soluções a curto e longo prazo, pois, acumulam-se a anos. 

Enfim, sei que irão me criticar pelas explicações e comentários, mas sempre o fiz, porque sou da época que devermos ouvir os lados e as explicações, não vivo da imprensa e nem tenho vínculos políticos com nenhum partido político e acredito que realmente há problemas, há falhas, seja de planejamento, seja de equipe e seja de gestão, mas temos que saber analisar os fatos com independência e tentar avaliar as questões. Na realidade não sou do grupo de deixou de mamar e se revoltou, não sou do grupo que já passou no poder e não resolveu as questões e nem sou daquele que torce para que quanto pior, melhor. 

Em tempo, não sei se agradarei ou desagradarei aos grupos políticos da cidade, mas essa é minha opinam pessoal e quem quiser que de a sua, pois, vivemos uma democracia. 

OBSRVAÇÃO:

Se houver erros de digitação e devido a problemas que estou tendo e por esse motivo estou evitando escrever muito e em tempo. A opinão aqui exposta é pessoal e reflete o meu pensamento no momento. Infelizmente a cidade não tem amadurecimento para aceitar cr´ticas e elogios, bem como na política não há a intenção de “unir para crescer!, ou seja, criar líderes para tentar ajudar a cidae e região. Aqui o pensamento muitas vezes é incentivado para “destruir para aparecer”.


Deixe seu comentário

Posts relacionados