Arrombamentos na cidade, população sempre alerta

Na última segunda feira, dia 18, o escritório do Buffet Talita localizado na Rua Gabriel Magalhães amanheceu com um arrombamento. Segundo informações uma das grades da janela de acesso ao local foi arrancada e do local foram furtados documentos e duas furadeiras novas. O local por ser no centro da cidade chamou a atenção.

O proprietário do Buffet, Fernando Almeida, foi comunicado por transeuntes que passavam no local pela manhã e depois do fato a preocupação é com documentos que foram retirados do local e não houve a prisão de elementos neste caso.

Mas o fato de locais, inclusive comércios, serem arrombados está se tornando rotina em Leopoldina, na Rua Ribeiro Junqueira uma loja já teve 3 arrombamentos e segundo a proprietária há outras casas na região que também tiveram essas ocorrências.

Os comerciantes ficam preocupados com a situação e na área central há um trabalho de rede de comércio, aos quais os comerciantes tem linha direta com a polícia via whatsApp e outras formas de comunicação na hora de funcionamento, mas os arrombamentos geralmente acontecem durante a madrugada e alguns nos finais de semana.

A realidade é que a lei fraca e a falta de punição e até mesmo a progressão de penas é um dos fatos que podem agravar a situação. Na maioria das vezes a Polícia já sabe quem são os infratores, pelo modo operante, como eles dizem, mas não há o que fazer pois em alguns casos são menores e não são apreendidos nesses casos e há aqueles que já tiveram penas e já estão nas ruas por conta de bom comportamento.

Não sei o que está sendo feito para prevenir tais ocorrências e também como anda a rede de monitoramento que estava sendo implantada na cidade, pois a Prefeitura que seria a responsável ao ser consultada nunca deu uma resposta sobre o assunto, mas o que se pode fazer é reforçar as grades e vigilância constante entre os vizinhos e qualquer movimento estranho se comunicar com o 190 e acionar a PM.

Há casos que se as pessoas tiverem alguma informação devem procurar fazer a denuncia anonimamente via telefone 190 e darem as dicas para a PM averiguar.


Deixe seu comentário

Posts relacionados