Câmara de Vereadores de Leopoldina aprova aumento de salário e vale alimentação de funcionalismo

Aconteceu nesta terça, dia 28 de março, uma reunião extraordinária visando a aprovação dos projetos 15 e 16/2017 que foi enviada pelo executivo visando o aumento do Auxilio Alimentação para o valor de R$ 340,00 (trezentos e quarenta reais) e o índice de 6,5% de reajuste.

Antes da votação foi lida uma correspondência enviada ao senhor Prefeito por parte do SINSERPU, onde pedia-se a abertura de negociações e um reajuste de 7,64% e o auxilio alimentação no valor de R$ 360,00 (trezentos e sessenta reais) e pede-se que não haja mais criações de cargos de confiança até o próximo dissídio, em março de 2018, pois esses aumentos de funcionários de confiança impacta no índice do limite de 51% por lei em gasto com pessoal e alegando que o auxilio alimentação, por ficar fora desse índice exigido poderia ser feito, a correspondência teve sua cópia enviada aos vereadores para conhecimento.

A reunião contou com a presença de todos os vereadores e durante a mesma foi feito o pedido de urgência, lido o parecer das comissões que foram criadas para analise naquele momento e ainda a votação em plenário. O vereador Hélio Braga se absteve de todas as votações e o vereador Rosalvo votou a favor mais deixou claro que com protesto em duas intervenções.

Estiveram presentes alguns funcionários da prefeitura Municipal e os secretários, Bruno Flores Gonçalves, da Administração e João Paulo Vale do Fófano, secretaria de Governo. O Vereador Rogério Machado, na frente do presidente do SINSERPU, Rosalvo Flauzino, disse que o aumento de 0,50 % no segundo valor ofertado foi graças a sua intervenção junto ao Prefeito que teria ligado para ele informando que atendeu ao seu pedido.

O representante da Emater, Cimar Barbosa, após o encerramento da reunião fez um convite a todos os vereadores para o Seminário que focalizará a Agricultura Familiar, nesta quinta as 14 horas.


Deixe seu comentário

Posts relacionados