Colapso hídrico de Recreio: manancial agoniza com estiagem

O colapso hídrico de Recreio a cada dia aumenta devido à falta de chuvas prolongadas que assola várias cidades do Brasil. O manancial, localizado na Serra das Virgens, agoniza com a estiagem. Desde 2014, a população, principalmente dos bairros mais altos, sofre com a falta d’água.

Nesta manhã de sexta-feira (20) os funcionários do SAAE estiveram no reservatório, localizado na Serra das Virgens, a aproximadamente 2 km da área urbana, e o que viram foi uma imagem desoladora. No local aonde a água cobria uma adulto, agora muito mal molha o pé.

Na última segunda-feira (16) o prefeito Zé Maria Barros decretou estado de calamidade hídrica no Município em um prazo de 180 dias. O documento pode até ser prorrogado conforme a situação dos fatos. Segundo informações obtidas pelo Site Pólis, além de apresentar um projeto na FUNASA para perfuração de poços artesianos e melhoria no sistema de abastecimento, o chefe do executivo municipal, acionou a Defesa Civil do Estado. Em ambos os casos ele aguarda o posicionamento dos órgãos.

Por meio de redes sociais, vários moradores dos bairros mais altos da cidade, como José de Freitas Coutinho, Cohab Dr, Irajá José Fernandes – bairro José Taranto Luz, Cohab José Muniz – bairro Grotinha, Canto dos Ferreira , Alto do Asilo, Canto da Fábrica e outros, reclama da falta d’água em suas casas.

Para tentar melhorar o nível do manancial, mais um açude cedido por um proprietário logo acima do reservatório será aberto pela equipe da Prefeitura Municipal e do SAAE. A previsão é que a água chegue à noite na represa.

Os problemas com água em Recreio, ocasionados pela falta de chuvas, chega ao seu quarto ano, porém, em 2017 o colapso é muito maior do que nos anos anteriores.

Fonte: Pólis Recreio


Deixe seu comentário

Posts relacionados