PUBLICIDADE

Construir o sistema do teto para a base

post-constrindo-sistema-ponta-cabeca

Monte o sistema de ponta-cabeça

Certo dia desses lá estava eu sentado no gabinete de um deputado federal. Tentava junto a Excelência uma verba parlamentar dirigida a Unidade que trabalho. Quem vê viaturas rodando nas ruas para prover sua segurança não sabe o quanto os gestores tem que envidar esforços para manter esse sistema rodando 24hs por dia, sete dias por semana. Pois bem, conversa vai, conversa vem, chegou um momento em que terminou meu papel institucional (não estava ali pedindo nada pra mim, mas exercendo um papel de articulação política em prol da sociedade que defendo) e o parlamentar me disse que estava em uma comissão para acabar com a PM, criar uma polícia única e patati patatá… perguntou-me o que EU pensava daquilo tudo. Ok. Não falava, agora, como representante da instituição, mas  enquanto cidadão. Fique a vontade para ir lá nos comentários e discordar. O assunto é polêmico e espinhoso, mas deixo abaixo minha contribuição republicana.

Já dissemos que o Brasil tem um alto índice de reincidência e que temos mais de 700.000 mil presos. Abordamos problemas com os menores em conflito com a lei, de modalidades e tipos penais que muito incomodam a sociedade, a exemplo dos furtos, e que os autores quando apreendidos / presos, não ficam encarcerados. É lógico que alguém vai me dizer que o endurecimento das leis não tem melhorado as condições de segurança, citando a lei dos crimes hediondos e outras, contudo, o que não se fala é que, se por um lado a lei material endureceu algumas penas, a lei processual está cada dia mais branda. A de execução penal então, nem fale.

Se atualmente processos penais duram 15, 20 anos para serem julgados, o que aconteceria se nós tivéssemos a polícia mais eficiente do mundo? Talvez, um colapso de todo o sistema.

Indo ao ponto: o Brasil tem um sistema de duas polícias que só existe em três países do mundo. Nosso sistema policial nasce na França, veio herdado por Portugal e hoje, nenhum desses o utiliza pois é considerado obsoleto. Porém, as mudanças legislativas em proposição estão longe dos sistemas mais eficazes de modelo de gestão de polícia e parecem interessar alguma questão política e não técnica. Outra coisa que incomoda é: porque nas crises de segurança somente se lembram das polícias, se todos os dias aparecem leis, “decretos de anistia”, etc, para desencarcerar os não ressocializados no lugar de construir penitenciárias? Se atualmente processos penais duram 15, 20 anos para serem julgados, o que aconteceria se nós tivéssemos a polícia mais eficiente do mundo? Talvez, um colapso de todo o sistema.

As polícias precisam melhorar. Sou o primeiro a defender isso pois sou usuário do serviço que presto, mas se não houver uma estruturação do judiciário para julgar, do sistema penitenciário para receber esses presos que vão chegar em massa agora, fruto de uma nova polícia altamente eficiente, creio que os processos vão durar ainda mais tempo e novas leis serão produzidas para desencarcerar ainda mais. Alguns novos críticos – ou não tão novos assim – dirão que a nova polícia é muito mais eficiente para enxugar gelo que nossa atual.

Autor: Weslley

Fonte: http://www.queroserpolicia.com.br


Deixe seu comentário

Posts relacionados

BUSCA

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

PUBLICIDADE

MAIS ACESSADOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

NOTA DE FALECIMENTO