Deputado Federal Marcos Pestana durante esses anos, nunca fez emenda para Hospital de Leopoldina

Uma polêmica foi debatida no final de semana em Leopoldina, o deputado federal Marcos Pestana, que é apoiado pelo atual prefeito José Roberto foi questionado sobre uma matéria publicada na última edição do Jornal O Progresso editado por Marcos Marinato.

Em uma matéria do vereador Dr. José Ferraz o mesmo reafirmou o que já disse em plenário da Câmara: “O deputado Marcos Pestana, como deputado, nunca ajudou a Casa de Caridade Leopoldinense” e isso gerou um mal estar no meio político, pois é cantado de versos e prosas que o deputado é o que mais ajuda a saúde de Leopoldina e a afirmação gerou espanto.

Mas vale ressaltar que o mesmo ao ser questionado ao vivo em um programa de rádio admitiu que nunca foi procurado por nenhum político local, inclusive o prefeito, para pedir a colocação de alguma verba para a Casa de Caridade Leopoldinense e que está disposto a sentar e conversar com a entidade nesse sentido, para ver o que pode ser feito em prol da mesma.

Na realidade quando o prefeito diz que o deputado Marcos Pestana é um lutador para a saúde, ele quer dizer no quesito prefeitura, pois segundo os discursos várias verbas de manutenção e ampliação da área da saúde teria vindo por intervenção do mesmo no âmbito estadual e federal.

Na matéria o Dr. Ferraz ressalta que quando foi secretário da saúde ele fez algo pelo hospital sim, mas como parlamentar votado em Leopoldina o hospital nunca foi lembrado. Nas vésperas de uma nova eleição para os cargos de governador, deputados estaduais e federais, senadores e presidente da república é claro que os fatos são lançados ao conhecimento da população e muitas críticas e até elogios aparecem para diversos candidatos, pois a campanha já começou para o ano de 2018, mas é bom salientar que a Casa de Caridade Leopoldinense nos últimos tempos tem tido a sorte de várias emendas parlamentares serem direcionadas a mesma.

Não vou relatar aqui algumas, pois posso cair em esquecimento, mas deputados com ligações com vereadores de Leopoldina como: Kélvia Raquel, Elvécio Barbosa, Sebastião Geraldo Valentim (Tião da Três Cruzes) e outros ligados ao PT e outros partidos já deram suas contribuições, mas o fato é que o hospital apesar de tudo ainda continua em crise, não pelos seus profissionais, mas sim por questões financeiras que há anos são debatidas, mas a realidade é que não há uma informação mais específica de quanto é a dívida da entidade.

Falta mais transparência na entidade como: qual a dívida real da mesma, quantos funcionários a mesma tem atualmente, qual os salários pagos, quantos médicos e quais especialidades existem no corpo clínico da entidade, quais os aparelhos e exames que são feitos e outras informações que julgo ser importante para a população.

É inegável que a nova provedora do hospital Vera Pires, trouxe uma credibilidade maior ao mesmo e que o corpo de funcionários da entidade se superam, apesar das dificuldades que a área da saúde passa em todo o Brasil e o questionamento sobre a transparência é por ser uma entidade que recebe verbas públicas, apesar de privada, deveria abrir os fatos para a sociedade.

Um belo exemplo que a transparência é importante basta ver a APAE de Leopoldina que a cada dia está ampliando os seus apoiadores, sejam mensais ou com participações em eventos em prol da mesma, e com isso se mantendo e superando os obstáculos do seu cotidiano.


Deixe seu comentário

Posts relacionados