Desaparecimento de menino de 13 anos, em Juiz de Fora, completa mais de duas semanas

O sumiço do menino Andrey Gean Motta de Souza, de 13 anos, completa, nesta quinta-feira, 27, 15 dias. O menino desapareceu nas proximidades de sua residência, localizada no Bairro Vila Ideal, região Sudeste, no dia 12 de julho. Conforme informações de parentes, ele teria se ausentado na companhia de duas mulheres, que a mãe teria acolhido dentro de casa.

Segundo a tia-avó do garoto, Regina Helena, após saber do desaparecimento, a família publicou a foto de Andrey em uma rede social e registrou a ocorrência junto à Polícia Civil. Ela ressalta que, até agora, não há nenhuma pista sobre o desaparecimento dele. “Já buscamos informações para saber onde ele está e não conseguimos nada”, afirma. “É um sentimento de angustia desesperador”, desabafa Regina.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, a equipe de investigação segue apurando o caso.

INFORME

Quem tiver informações sobre o desaparecimento do menino pode ligar no 181, o disque denúncia da Polícia Civil.

NÚMEROS ASSUSTAM

Conforme o balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais (Sesp), entre janeiro e maio de 2017, 61 pessoas com idades entre 12 a 17 anos desapareceram na cidade. O índice é bem maior que o ano anterior, onde 42 pessoas desapareceram no mesmo período. Dos desaparecidos neste ano, apenas 20 foram localizados.

ORIENTAÇÃO DA POLÍCIA

A polícia orienta sobre a necessidade dos pais ficarem atentos à movimentação das crianças, especialmente em locais de concentração de pessoas. Na iminência de um desaparecimento, assim que notada a ausência da criança, o responsável deve procurar a Unidade da Polícia Militar mais próxima e fazer um boletim de ocorrência, ou até mesmo fazer o registro via Delegacia virtual (www.delegaciavirtual.sids.mg.gov.br).

Fonte: Jornal Diário Regional JF


Deixe seu comentário

Posts relacionados