PUBLICIDADE

Morador faz reclamação na Câmara de Vereadores sobre situação da Rua Joaquim Ferreira Brito

Parece que a população está ficando mais ativa em termos de se manifestar solicitando a melhoria em alguns casos. Isso aconteceu com o internauta Lincoln Rodrigues que protocolou junto o site da Câmara de Vereadores solicitando uma atenção quanto a Rua Joaquim Ferreira Brito e outros locais.

Na realidade a sua reclamação não é de agora, pois o problema de águas das chuvas naquela rua é antigo, só que fica esquecido pois o volume de chuvas na cidade diminuiu e com isso dá a impressão que o problema foi solucionado.

O caso dele relatado é que com as chuvas não há escoamento de água e as casas são invadidas e o outro ponto é a qualidade dos serviços feitos na Praça Gama Cerqueira (Praça do Urubu) o asfalto todo danificado, mas isso já foi narrado e solução que é boa nenhuma.

Na realidade o caso da Rua Joaquim Ferreira Brito acontece sempre e não me venham falar que é por que caiu uma forte chuva na cidade, pois a de sábado, foi rápida deve ter atingido uns 40 a 50 ml e já pensou se cair um volume maior. O problema é que a rede pluvial é antiga e não dá vazão para as águas e há casos que há moradores que ligam a rede de esgoto na mesma, pelo menos dá essa impressão devido ao mal cheiro exalado em alguns bueiros.

Na Rua citada, Joaquim Ferreira Brito, há um beco próximo onde funcionou a padaria Algo mais que no passado ficava alagada com as águas pluviais, não sei se é o caso, mas há outros pontos de alagamento.

O problema de alagamento e falta de solução não é apenas nessa rua, na rua Presidente Carlos Luz, próximo a casa do repórter Luiz Carlos Montenári, houve uma obra que garantia que não teria problema, mas continua a mesma coisa, diminuiu um pouco, mas não solucionou. E isso se repete nas imediações da exposição, no centro da cidade e outros pontos, não adianta se fazer um local específico e não dar continuidade com a ampliação da rede pluvial em sua extensão até o seu descarte, no caso o corrégo Jacareacanga e o Feijão Crú, inclusive já perguntei se uma retro escavadeira fizesse a limpeza do córrego Feijão Crú não daria uma aliviada na situação, mas parece que foi feito em alguns pontos pontuais.

Na realidade a falta de dinheiro para infra-estrutura, a falta de interesse ou de um estudo mais aprofundado para solucionar o problema e o crescimento da cidade trazem esses transtornos, pois hoje temos mais veículos, mais movimento e mais residências e consequentemente moradores e a rede pluvial e a rede de esgoto já estão defasadas com o volume e obra abaixo da terra não da ibope.

Parabéns ao internauta que fez a reclamação em nome da sua parente, que é idosa e sofre com o problema, pena que a reclamação no caso da câmara será transformada em indicação e solução que é boa acho difícil de acontecer, pois depende mais do executivo municipal que alega não ter recursos em alguns casos. Mas fica ai a manifestação do morador e quem sabe será atendido pelo menos na limpeza das bocas de lobo (bueiros) na região.

Observação: O morador Lincoln entrou em contato e me disse que que protocolou foi um dos vereadores, a reclamação, o que ele não havia me dito anteriormente.

NOTA DO SITE:

Sei que alguns irão dizer que qual cidade está preparada para as águas de chuva e por certo a culpa deve ser de “São Pedro” ou da “Natureza”, mas há evolução e há maneiras de se amenizar o problema, criar galerias de recolhimento de água e outros processos, basta se ter visão, determinação e acima de tudo boa vontade de se estudar o caso. E é bom que a população faça esses tipos de manifestação, pois quem cala consente diz o ditado popular e se não falar nada podem imaginar que não há problemas.

4874787b-a2c9-44af-91fe-6653d08c45d7 CAMARA


Deixe seu comentário

Posts relacionados