Moradora de Laranjal tem confirmação de estar com H1N1 e está internada em Cataguases

Neste sábado, dia 12, aconteceu o dia Nacional de Vacinação contra a febre H1N1 que este ano parece estar presente na nossa região, como em alguns casos nos anos anteriores.

Em Leopoldina, houve um óbito com suspeita da causa morte ter sido a gripe, mas nada confirmado oficialmente, pois, aguarda-se o resultado do exame do laboratório especializado que demora cerca de 40 dias para ser emitido.

Mas na noite deste domingo, familiares de uma mulher de 37 anos, confirmaram que o resultado de seu exame chegou e ela está com a H1N1 e há dias esta internada no hospital de Cataguases e seu estado merece cuidados especiais e já está em andamento com os remédios indicados para a gripe.

Familiares informaram que ela esteve internada no hospital de Laranjal por dois dias e depois foi transferida para Cataguases e lá permanece em local reservado e com todos os cuidados necessários para a sua recuperação.

A família espera que os remédios faça o efeito necessário e que em breve a mesma possa retornar a sua rotina.

É sempre bom ressaltar que a campanha de vacinação continua e agora as pessoas que se encaixam nos critérios da campanha devem procurar os postos de saúde para se vacinarem e a partir de agora as pessoas que tem doenças que são consideradas um risco também terão direito a vacinação.

Um dos maiores cuidados é evitar locais de aglomeração, limpar as mãos se possível com álcool e evitar o contato entre as pessoas, principalmente com as mãos que podem ser levadas ao rosto e transmitirem o vírus.

A vacina disponível nos órgãos públicos de saúde é contra a H1N1 e há outros vírus que estão assustando os brasileiros em várias partes do país, principalmente no estado de Goiás, onde já foram registrados casos e até óbitos.

O frio é propício para a propagação da doença.

NOTA DO SITE:

Fomos procurados por familiares antes do resultado e após o resultado do exame e me pediram para divulgar a informação como forma de prevenção, para que as pessoas tomem as providências necessárias e a vacina, evitando assim que outros casos possam parecer.

É bom lembrar que não há motivos para pânico e os setores de saúde da cidade, da região e do estado estão em alerta monitorando os casos e tomando as providências necessárias.


    • Milena
    • 16 de maio de 2018
    Responder

    Ela nao está infernada ela está internada .

      • Marcus Vinicius
      • 16 de maio de 2018
      Responder

      Obrigado, rrro digitação e não tinha observado.

Deixe seu comentário

Posts relacionados