Muriaé perde uma das figuras populares mais irreverentes de sua história: Tiaguinho da Sirene, corpo encontrado nas águas do Rio Preto

Muriaé perdeu uma das figuras populares mais irreverentes de sua história recente. Edson Freire de Souza, 45 anos, popularmente conhecido como “Tiaguinho da Sirene” ou “Tiaguinho da Geladeira”, foi encontrado morto, na manhã desta segunda-feira (17), nas águas do Rio Preto, no bairro Patrimônio São José. Não há sinais de violência no corpo e a hipótese inicial para a causa da morte seria afogamento.

De acordo com populares que estavam no local onde o cadáver foi encontrado, “Tiaguinho” não era visto desde o último sábado (5). Se corpo foi incialmente visto por um homem que estava em uma canoa, mas depois afundou e foi achado por um morador da região, que mergulhou antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

O fato mobilizou também policiais militares, bem como a perícia da Polícia Civil (PC), e o corpo passará por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Muriaé que devem apontar a causa da morte.

Personagem popular

“Tiaguinho” era portador de distúrbios psiquiátricos e nos últimos anos se tornou uma das figuras mais conhecidas da cidade, por protagonizar cenas hilárias enquanto percorria as ruas recolhendo materiais recicláveis.

Inicialmente, sua “marca registrada” foi a clássica imitação de uma sirene que ele “disparava” em alto volume. Em outro momento, foi a vez de uma miniatura de carreta com som.

Já em outras fases de sua trajetória, “Tiaguinho” aparecia fardado, ao estilo policial de trânsito, ou com terno e gravata, chegando a ser cotado por muitos como possível candidato a vereador.

Suas performances musicais atraíam a atenção de condutores e pedestres e algumas delas renderam vídeos que foram parar na web.

Fonte: Rádio Muriaé

“Tiaguinho da Sirene” é encontrado morto no Rio Preto, no bairro São José
Tiaguinho, que na verdade se chamava Edson Freire de Souza, tinha 45 anos; seu corpo foi achado e retirado por populares

Tiaguinho se tornou muito conhecido por seu comportamento irreverente

(Imagem: reprodução/You tube/Luan Miranda)

Deixe seu comentário

Posts relacionados