O Prefeito Municipal José Roberto tirou de pauta o projeto de reajuste na Taxa de Iluminação e o que pode acontecer?

Voltando ao assunto sobre a retirada de pauta do projeto de reajuste da Taxa de iluminação pelo Prefeito Municipal José Roberto de Oliveira e os possíveis desdobramentos:

Segundo o estatuto do legislativo o projeto quando é retirado de pauta poderá voltar a qualquer momento a votação, caso o autor reapresente o mesmo, ou seja, no caso o projeto O69/2017 poderá voltar a qualquer momento em pauta, bastando que o prefeito peça uma reunião extraordinária ao presidente da Câmara.

Na realidade algumas pessoas acreditam que a retirada as vésperas de uma audiência Pública que abordaria o assunto tem por objetivo evitar que a mesma aconteça, pois nela com certeza algumas entidades, populares e até mesmo alguns políticos poderiam se manifestar contrariamente ao projeto e ocorrer um desgaste para a atual administração.

O projeto na realidade penaliza a população em geral com aumentos de até 100%, mas o comércio e a indústria, que são os geradores de empregos e consequentemente rendas, seriam os mais atingidos segundo as contas dos vereadores, pois o aumento em alguns casos chegaria a 5.000%, passando do valor de R$ 14 para R$ 279 aproximadamente.

A realidade é que o atual poder executivo não tem base sólida para passar um projeto dessa grandeza no momento e além do mais causaria um desgaste nos vereadores que estão sustentando o atual governo, como eles dizem os “governistas”, prova disso é que na aprovação do orçamento para 2018 o índice de suplementação pedido pelo executivo de 30%, e que alguns vereadores da base queriam 12% não passou e ficou em 5%.

O assunto ainda não está decidido, pois só estaria desistindo do aumento se o prefeito ao invés de pedir a retirada, solicitasse o arquivamento do mesmo no legislativo.

Vamos aguardar novos capítulos dessa história e os próximos passos do executivo e do legislativo, caso aconteça modificações no cenário atual.

Abaixo você tem a correspondência enviada a Câmara de Vereadores solicitando a retirada de pauta do projeto.

NOTA DO SITE:

Não seremos irresponsáveis em dizer que não há necessidade de reajuste na taxa, pois está defasada e segundo os documentos em que tivemos acesso a =o valor não cobre os gastos de energia elétrica no momento e há um deficit mensal e consequentemente não há como melhorar a iluminação da cidade, seja trocando luzes, trocando braços ou até mesmo na ampliação dos serviços na cidade. O que questionamos é o ajuste tão grande em uma única vez e isso que deveria ser estudado o escalonamento de reajustes divididos por anos, tendo como objetivo não prejudicar a população em geral. A realidade é que há deficit (Prejuízo) e não lucro conforme alguns comentam, isso até os vereadores que são considerados de oposição tem dito e sabem a realidade.


Deixe seu comentário

Posts relacionados