Último dia útil de 2017… vem ai 2018…

Chegamos ao último dia útil de 2017, a partir de agora começa o clima de festejos, muitos tem o que comemorar com certeza, pois apesar dos problemas vividos o Brasil, bem como Leopoldina tem seus prós e contras e nós todos sabemos que os momentos de felicidade são passageiros e os que não queiramos passar as vezes ficam mais marcados no nosso subconsciente. 

O site marcusvinicius.net que esteve com vocês desde o início de março deste ano acredito que cumpriu sua missão de informar, provocar debates e estimular o pensamento, sabemos que incomodamos a muitos, desagradamos também, há quem goste, mas isso é normal do ser humano é impossível se agradar a todos. 

Nesse período abordamos alguns casos policiais, alguns acidentes, campanhas pró instituições, fizemos a cobertura política e copiamos, como dizem, as notícias que saíram na região dos sites que merecem nosso aplausos e respeito, pois há muita coisa boa, há muitos talentos na comunicação regional e local e com certeza fizeram o que estava ao seu alcance, mas por certo gostariam de ter feito muito mais. 

Nesses dez meses de site pude criar alguns amigos, via internet e com certeza aumentar em muito o meu rol de “antipatia” comigo, pois ao abordar um fato as vezes desagradamos um lado ou outro, mas não me arrependo de nada que fiz, até hoje, e talvez se tivesse que fazer de novo, faria provavelmente do mesmo jeito. 

Sei que como toda pessoa que expõe sua opinião, estou sujeito a críticas, elogios, ataques e também há ter interpretações dúbias do que quis expressar nas minhas publicações, sei que falar é mais fácil, escrever não é meu forte e nem estou preparado para seguir as regras do português, mas escrevia o que sentia, as vezes errei e até já me desculpei por algumas falhas involuntárias. 

Na área política ao qual meu site foi mais amplo criamos muitos debates, muitas polêmicas, mas sempre abri espaço para o contraditório, quando a pessoa me procurava e me questionava abria espaço para a explicação dada. Fui e sou barrado em outros meios de comunicação por minhas posições, as vezes conflitantes com alguns grupos políticos e outras de acordo com o pensamento de um ou outro político.  Mas tenho a consciência tranquila que sempre tentei ser justo comigo mesmo e com os outros. 

Está chegando o ano de 2018 e espero sinceramente que as pessoas tenham um ano de realizações pessoais, profissionais e acima de tudo possam estar de bem consigo mesmo. Há momentos que duvidamos até mesmo dos designo do ser supremo, pois nem sempre estamos preparados para aceitar o que não acreditamos ser o melhor para nós mesmos. 

Espero que a cidade cresça e se desenvolva, dentro do possível, com qualidade de vida para todos os leopoldinenses, sem ter distinção de classe social, cor, religião ou até mesmo de escolha partidária.  

Os políticos espero que pensam primeiro no próximo, independente do lado que estejam, haja mais compreensão e até mesmo mais diálogo entre os poderes legislativos (vereadores) e o executivo (prefeito). Que os adversários pensem que a velha história de quanto pior melhor não leva a lugar nenhum, bem como que acabe com a frase: o bem contra o mal, todos temos defeitos, todos temos qualidades, todos erramos e acertamos. 

Que o prefeito José Roberto em 2018, bem como no seu resto de mandato tenha em mente que já faz parte da história e que se quer deixar uma marca positiva em sua biografia, ainda há tempo de corrigir possíveis erros, de fazer o melhor para todos. Sei que ele, como todos nós, temos um temperamento e é difícil mudar o nosso pensamento e atitudes, lembro da velha história do escorpião, aquela que ao cruzar uma enxurrada nas costas do sapo o pica e ambos irão morrer, pois como ele disse: não consigo mudar minha natureza. Mas tenho certeza que no seu íntimo ele pensa e quer o melhor para todos, mas depois de tantos anos como prefeito, as vezes nos perdemos com os elogios, o poder e perdemos um pouco nossa essência, mas eu que o conheci antes do primeiro mandato e conversava com ele quando gravávamos para a tv cidade o Fala Doutor, espero que tenha um pouco na sua mente dos sonhos e desejos daquela época. 

Os vereadores tenham em mente que o atrito não leva a nada, que cumpram o seu papel de fiscalizar, legislar com lisura e pensando no futuro de todos, sem se preocuparem com o marketing pessoal, com o futuro promissor que almejam, pois, a eleição ainda demora e faltam três anos e tudo pode mudar de uma hora para outra, ninguém sabe o dia de amanhã. 

2017 foi um ano difícil para alguns amigos e conhecidos na área da política, perdemos dois grandes batalhadores como o Rosalvo e o Marcinho, eram jovens e fizeram o melhor para si e nos seus pensamentos acredito que queriam o melhor e as vezes o melhor na visão deles, não tem o mesmo efeito na nossa, mas chegaram aonde chegaram graças a suas determinações e com certeza se partiram novos e porque cumpriram suas missões e deixaram suas histórias de vida para outros. 

Aos empresários, a população que pensem bem nas suas atitudes, lembre-se não faça a outros o que não gostaria que fizessem a você e o que é mais importante, dinheiro, poder e orgulho no final termina tudo num só lugar, neste ninguém escapa e onde todos nós nos igualamos. 

Feliz 2018, que os erros cometidos sejam corrigidos, que os sonhos não realizados sejam recuperados e principalmente que a data não seja apenas uma passagem de ano, mas uma continuidade da vida. 

Essa poderá ser a última postagem do site marcusvinicius.net e se não houver mudanças, amanhã o comunicado final do encerramento do site de vez e o meu afastamento do meio da imprensa, pois a vida é assim, um ciclo vai, outro vem e ninguém sabe o dia de amanhã  e há uma hora que temos que ter coragem de romper com o passado, com o presente e quem sabe esperar um futuro melhor. 

Sejam felizes… mais um ano que se vai e outro que vem… o que você fez em seu próprio benefício> 

Acredite: hoje é o seu dia para ser feliz! 


Deixe seu comentário

Posts relacionados